Olá pessoal!

No post de hoje vou responder a Tag Ditados Populares que vi há algum tempo no Blog Minha Vida Literária da talentosa Aione Simões. Foram indicados 10 ditados populares e para cada um foram descritas certas características que devem ser associadas ao Universo Literário. Confesso que alguns ditados me deram um pouco de trabalho, rs.


Em terra de cego, quem tem um olho é rei: Um livro que dispensa comentários, que impera. Talvez um dia - Colleen Hoover (Galera Record): Não tem uma Tag que eu responda que este livro não seja indicado. É um dos meus livros favoritos da vida. Sou suspeita para falar da Colleen Hoover pois sou fão incondicional do trabalho dela e na minha opinião dispensa comentários. Sinopse: Sydney acabou de completar 22 anos e já fez algo inédito em sua vida: socou a cara da ex- melhor amiga. Até hoje, ela não podia reclamar da vida. Um namorado atencioso, uma melhor amiga com quem dividia o apartamento... Tudo bem, até Sydney descobrir que as duas pessoas em quem mais confiava se pegavam quando ela não estava por perto. Até que foi um soco merecido. Sydney encontra abrigo na casa de Ridge. Um músico cujo talento ela vinha admirando há um tempo. Juntos, os dois descobrem um entrosamento fora do comum para compor e uma atração que só cresce com o tempo. O problema é que Ridge tem uma namorada, e a última coisa que Sydney precisa agora é se transformar numa traidora.
Mais vale um pássaro na não do que dois voando: Um autor que você só gostou de um livro. Os demais não foram bons ou não convenceram. Mathhew Quick. Li O lado bom da vida e amei. Gostei tanto do livro que não consegui assistir o filme, fiquei com tanta raiva que mudaram a história logo no início que não tive paciência de terminar de ver. Assim quando vi que foram publicados outros livros do autor aqui no Brasil pensei: quero muito ler! Mas acabou que abandonei a leitura de Quase uma Rockstar logo no início e acabei não me animando para ler Garoto 21 e A sorte do Agora. Mas pretendo dar mais uma chance para esses livros, quem sabe quando tentei ler não era o momento certo né! Sinopse: Pat Peoples, um ex-professor na casa dos 30 anos, acaba de sair de uma instituição psiquiátrica. Convencido de que passou apenas alguns meses naquele 'lugar ruim', Pat não se lembra do que o fez ir para lá. O que sabe é que Nikki, sua esposa, quis que ficassem um 'tempo separados'. Tentando recompor o quebra-cabeça de sua memória, agora repleta de lapsos, ele ainda precisa enfrentar uma realidade que não parece muito promissora. Com o pai se recusando a falar com ele, a esposa negando-se a aceitar revê-lo e os amigos evitando comentar o que aconteceu antes de sua internação, Pat, agora viciado em exercícios físicos, está determinado a reorganizar as coisas e reconquistar sua mulher, porque acredita em finais felizes e no lado bom da vida.
Quem tem boca vai a Roma: Um livro ou autor que você não dava nada, mas de tanto os outros falarem, ganhou prestígio no seu coração. Métrica / Pausa / Essa garota (Série Slammed) - Colleen Hoover (Galera Record): Só consigo pensar na Série Slammed da diva Colleen Hoover, que foram por sinal os primeiros livros que li dela. Sempre que via os livros em alguma livraria pensava, nossa que livro sem graça, e não me animava a sequer ler a sinopse. Até que um dia minha mãe leu no Kindle Unlimited e me falou que eu iria gostar da história e deveria ler. Quando li a sinopse pensei que eu realmente poderia gostar da história. Mas na época eu ainda não assinava o Kindle Unlimited e não queria esperar pra ler no Kindle da minha mãe e comprei o livro físico. Resultado: Li Métrica e amei, corri para comprar os outros livros e virei fã da autora. Confesso que nesse caso o que me afastava do livro era a capa, que na minha opinião não faz jus ao livro maravilhoso que a Colleen escreveu. Sinopse: Após a morte do pai, a ausência torna-se a maior companheira de Lake. A responsabilidade pela mãe e pelo irmão a congelam em um limbo de luto e dor. Por fora, ela parece corajosa e tenaz; por dentro, está perdendo as esperanças. E se mudar do único lar que conheceu não ajuda em nada. Agora em uma nova casa, em uma nova cidade, ela precisa achar seu caminho. E um rapaz apaixonado por poesia pode ser o guia perfeito. Quando conhece o novo vizinho, Layken imediatamente sente uma intensa conexão. Algo que finalmente parece desanuviar um pouco sua realidade. Mas o caminho da verdadeira felicidade não é feito de tijolos dourados, e logo uma revelação atordoante faz o novo relacionamento ser bruscamente interrompido. O dia a dia vai se tornando cada vez mais doloroso à medida que eles se esforçam para encontrar um equilíbrio entre os sentimentos que os aproximam e as forças que os separam.
As aparências enganam: Um livro que você comprou pela capa, mas o conteúdo não valeu a leitura. E se for você - Rebecca Donovan (Globo Alt): Não tenho o costume de comprar um livro apenas pela capa. Normalmente se gosto da capa, leio a sinopse para ver se realmente me interesso pela história. Ainda assim acabei abandonando a leitura de E se for você?. Cheguei a ler 30% mas a história não me prendeu e acabei desistindo. Mas quem sabe um dia termino de ler né! Sinopse: Cal Logan e Nicole Bentley eram melhores amigos quando crianças, mas tudo mudou no ensino médio, depois que ela se enturmou com o pessoal mais popular da escola e passou a ignorá-lo. Eles se formaram e Cal foi estudar em Crenshaw, perto de Nova York, enquanto Nicole entrou em Harvard, realizando o grande sonho de seu pai. Quando Cal vai passar as férias de verão em sua cidade natal, fica surpreso em saber que ninguém mais teve notícias dela desde que se mudaram, há mais de um ano. Assim que as aulas na universidade recomeçam, ele cruza no campus com uma garota que é idêntica a Nicole, mas que se chama Nyelle Preston e tem uma personalidade completamente diferente: Nicole era tímida e insegura, enquanto Nyelle é impulsiva, ousada e só quer aproveitar a vida. Enquanto tenta desvendar os segredos de Nyelle – afinal, ela é ou não Nicole? – Cal viverá com ela momentos inesquecíveis e apaixonantes, que aos poucos farão com que ele perceba que a identidade daquela garota misteriosa é o que menos importa. Com uma narrativa envolvente e poética, Rebecca Donovan cria personagens cativantes que despertam diversos questionamentos e emoções: e se pudéssemos mudar de rumo? E, se nos permitíssemos apenas aproveitar o momento? E, se o amor for algo bem mais simples do que imaginamos?
Rei morto, rei posto: Um livro que não pretende reler de jeito nenhum e porquê. Todo Seu (Crossfire 5) - Sylvia Day (Editora Paralela): Nunca fiquei tão decepcionada com um final de série como aconteceu com Crossfire. Não gostei de como o desfecho da história foi conduzido, ficamos se saber o destino de alguns personagens que eram muito importantes na trama e algumas explicações para certos fatos ocorridos durante a série não me convenceram. Então com certeza não vou ler este livro nunca mais. Sinopse: Gideon Cross. A coisa mais fácil que já fiz foi me apaixonar por ele. Aconteceu instantaneamente, de forma completa e irrevogável. Casar com ele foi um sonho realizado. Continuar casada com ele é a maior batalha da minha vida. O amor transforma, e o nosso é um refúgio e também a pior tempestade. Duas almas danificadas que se entrelaçaram. Nossos votos foram apenas o começo. Lutar por esse casamento pode nos libertar... ou nos separar de vez. Sedutor e comovente, Todo Seu é a última parte da saga Crossfire, uma história de amor que cativou milhões de leitores ao redor do mundo.
Se conselho fosse bom, as pessoas venderiam: Um livro que você leu por indicação de amigos, mas não gostou nem um pouco. Eu, você e a garota que vai morrer - Jesse Andrews (Editora Rocco - Selo Fábrica 231): Não vou ser tão dura e dizer que não gostei nem um pouco, mas não gostei o quanto pensei que gostaria. Sempre vi pessoas indicando este livro e decidi comprar. Ele acabou ficando um bom tempo na minha estante até que resolvi ler este ano durante uma maratona literária. A história foi ok, mas não me conquistou. Minha nota no Skoob foi 3,5. Coisas da vida né, cada leitor é uma pessoa e às vezes o que é bom pra um não é tão bom para outro. Sinopse: Livro que deu origem ao filme vencedor do Festival Sundance 2015, nas categorias Público e Crítica, com estreia marcada para 12 de junho nos EUA, Eu, você e a garota que vai morrer é uma mistura perfeita entre drama e humor e um retrato preciso da adolescência em face do amadurecimento. Na trama, Greg tem apenas um amigo, Earl, com quem passa o tempo livre jogando videogame e (re)criando versões bastante pessoais de clássicos do cinema, até a sua mãe decidir que ele deve se aproximar de Raquel, colega de turma que sofre de leucemia. Contrariando todas as expectativas, os três se tornam amigos e vivem experiências ao mesmo tempo tocantes e hilárias, narradas com incrível talento e sensibilidade. Crossover com enorme potencial no segmento young adult, o romance é perfeito para fãs de livros e filmes como A culpa é das estrelas e As vantagens de ser invisível. 
Deus ajuda quem cedo madruga: Um livro que encheu sua vida de alegria e satisfação. Amor Plus Size - Larissa Siriani (Verus Editora): Como já disse em outros posts que indiquei este livro, acredito que todos devem conhecer a história da Maitê. Esta leitura me encheu de alegria e satisfação sem sombra de dúvidas, vi retratadas questões que me acompanharam durante a minha adolescência. Por isso digo que queria ter tido a oportunidade de ler esse livro naquela época, acredito que teria me ajudado muito. Sinopse: Maitê Passos é uma garota linda, de dezessete anos e mais de cem quilos. Ela passou a infância e a adolescência sendo resumida ao peso. Mas e quando é justamente esse o fator que pode mudar completamente a sua vida? Em meio ao turbilhão do ensino médio, com uma mãe obcecada por dietas, um crush antigo por Alexandre, o cara mais gato da escola, e uma amizade deliciosa com Isaac, fotógrafo amador, Maitê vai descobrir que não precisa ser igual a todas as outras meninas para ser feliz. Neste romance corajoso e cheio de reviravoltas, Larissa Siriani narra a história de uma jovem descobrindo seu lugar no mundo, construindo uma jornada incrível de autoconhecimento, aceitação e empoderamento.
Quem cria cobra morre picado por ela: Um livro que deu uma reviravolta inacreditável, que se tornou surpreendente, inesperado. Colega de Quarto - Victor Bonini (Faro Editorial): Se é pra falar de reviravolta e sobre ser surpreendido só posso pensar em colega de Quarto do Victor Bonini. Nunca iria imaginar o desfecho da história. Acredito que até hoje foi um dos livros com final mais surpreendente que já li. Recomendo muito essa leitura. Sinopse: Eric Schatz, carioca que se mudou para São Paulo por conta do curso universitário, começa a perceber indícios de que há mais alguém frequentando o seu apartamento. Primeiro, um par de chinelos. Então, uma outra escova de dentes. Um micro-ondas que é ligado sozinho durante a noite, barulhos estranhos a qualquer hora e luzes que se apagam de modo misterioso. Até que, em determinada noite, Eric enxerga o vulto do colega de quarto entrar em seu apartamento pela porta da frente. Desesperado, o rapaz vai atrás de um detetive particular, mas parece ser tarde demais. Em menos de 24 horas, tudo acontece de modo acelerado e depois de uma ligação desesperada, cortada abruptamente, Eric despenca da janela do seu apartamento. Em seu livro de estreia, o autor nos apresenta uma história urbana de tirar o fôlego. Um mistério que passa por uma relação familiar complicada, suspeitas por todos os lados, e camadas e camadas de culpados. Há alguém inocente?
Em boca fechada não entra mosca: Um livro ou autor que você não recomenda e porquê. Nicholas Sparks. Assim que comecei a ler mais livros eu amava o Nicholas Sparks. Eu sempre lia todos os livros que eram lançados dele por aqui. Então chegou um momento que parei e pensei: parece que ele usa sempre a mesma receita para escrever seus livros. Comecei a reparar que até as capas são praticamente idênticas. E então acabou o encanto, nunca mais consegui ler mais nada dele. O último livro que tentei ler mas abandonei foi Um homem de sorte, no final nem o filme assisti. Sei que muita gente ama os livros dele mas pra mim não dá mais. Sinopse: Mas não estava em outra época e lugar, e nada daquilo era normal. Trazia a fotografia dela consigo há mais de cinco anos. Atravessou o país por ela. Era estranho pensar nas reviravoltas que a vida de um homem pode dar. Até um ano atrás, Thibault teria pulado de alegria diante da oportunidade de passar um fim de semana ao lado de Amy e suas amigas. Provavelmente, era exatamente isso de que precisava, mas quando elas o deixaram na entrada da cidade de Hampton, com o calor da tarde de agosto em seu ápice, ele acenou para elas, sentindo-se estranhamente aliviado. Colocar uma carapuça de normalidade havia-o deixado exausto. Depois de sair do Colorado, há cinco meses, ele não havia passado mais do que algumas horas sozinho com alguém por livre e espontânea vontade. Imaginava ter caminhado mais de 30 quilômetros por dia, embora não tivesse feito um registro formal do tempo e das distâncias percorridas. Esse não era o objetivo da viagem. Imaginava que algumas pessoas acreditavam que ele viajava para esquecer as lembranças do mundo que havia deixado para trás, o que dava à viagem uma conotação poética. prazer de caminhar. Estavam todos errados. Ele gostava de caminhar e tinha um destino para chegar.
Quem ama a rosa suporta os espinhos: Um livro de leitura difícil, cansativa, rebuscada, mas que vale a pena a investida. Jane Austen. Não diria que que a leitura dos livros da Jane Austen seja necessariamente difícil, cansativa e rebuscada, mas como se trata de um clássico escrito em outro século acabamos tendo um pouco mais de trabalho durante a leitura. Mas, trabalho esse, que vale super a pena já que nos permite conhecer o maravilhoso legado deixado por esta autora tão importante para a Literatura Mundial. Confesso que só li dois livros dela Orgulho e Preconceito e Persuasão, mas quero muito ler todos. O próximo que vou ler será Razão e Sensibilidade, a edição que eu tenho é esta da miniatura publicada pela Editora Martin Claret. Sinopse: Jane Austen (1775-1817) — considerada uma das mais importantes representantes da literatura inglesa, ao lado de Shakespeare — passou toda a sua vida no interior de um diminuto círculo social, formado pela aristocracia rural. Tematizando o dia-a-dia das pessoas comuns, com fina ironia e aguda percepção do ser humano inserido na sociedade da época, Austen introduziu o romance inglês na modernidade.Razão e sensibilidade (1811) é a história de duas irmãs — Elinor e Marianne, respectivamente a “racional” e a “sensível” —, as quais, em razão do falecimento do pai, têm de se adaptar a um estilo de vida mais modesto, em meio a uma sociedade inteiramente dirigida pelo status social.

O que acharam das minhas escolhas? Convido todos vocês a também responderem essa Tag. Pode ser aqui nos comentários mesmo. Vou amar ver suas escolhas.

Fico por aqui e volto na quinta com a resenha de de Conquistada por um Visconde e Salva por um Cavalheiro, os dois primeiros volumes da Série As irmãs Cynsters da Sthephanie Laurens publicada pela HarperCollins Brasil.

Beijos,


Categorias:

Deixe um comentário