Livro: Salva por um Cavalheiro | Autor: Stephanie Laurens | Lançamento: 2017 | Editora: HarperCollins Brasil| Páginas: 352| Classificação do Skoob: 4,6 |
Onde comprar: Amazon, Saraiva, Cultura, Submarino | Avaliação: 4,5 Estrelas 
*Livro enviado como Cortesia pela Editora

Olá pessoal!

Como prometido hoje temos a resenha de Salva por um Cavalheiro, segundo volume da Trilogia As irmãs Cynster, da autora Stephanie Laurens publicado pela HarperCollins Brasil.
Mas antes da resenha vou falar um pouquinho sobre o primeiro livro, Conquistada por um Visconde (Lançamento: 2016 | Páginas: 368 | Classificação Skoob: 3,8 | Onde compar: Amazon, Saraiva, Cultura, Submarino, Fnac | Avaliação: 4,5 Estrelas).  

Cada livro desta trilogia vai narrar a história de uma das Irmãs Cynster e no primeiro livro conhecemos Heather Cynster, a filha mais velha do clã Cynster, família importante no círculo social de Londres. Essa era a última temporada em que Heather poderia participar e tentar encontrar um marido adequado, já que estava com 25 anos. Mas ela queria escolher e não ser escolhida, quer encontrar o seu herói, o que dificultava um pouco as coisas. Heather já estava cansada de frequentar sempre os mesmos bailes e por isso decidiu ampliar a sua busca saindo um pouco do seu círculo social e com a ajuda de sua irmã Eliza foi escondida à festa que Lady Herford oferecia em sua nova casa de campo. Mas logo que chega ela encontra um conhecido par de olhos cor de avelã. Timoty Deners, O Visconde de Breckenridge, amigo dos irmãos e primos de Heather e conhecido como maior libertino de Londres. Heather não tem grande afeição por ele, na verdade o considera seu arqui-inimigo. A esperança de Heather era que o Visconde ignorasse a sua presença mas infelizmente não é o que acontece e enquanto conversava com um cavalheiro, Breckenridge se aproximou e praticamente expulsou-o e fez com que ela se dirigi-se à saída. Breckenridge diz que aquele não é lugar para ela que tenta retrucar mas ele permanece firme. O Visconde diz que sua família não ficará nada contente em saber que ele a encontrou lá e nada fez. Hetaher acaba cedendo e se dirige até sua carruagem, mas enquanto ela andava foi abordada por dois homens que a colocaram em uma carruagem que partiu em disparada pela rua. O Visconde Breckenridge rapidamente corre até uma das carruagens estacionadas e começa a persegui-los, ele é o único que pode ajudar Heather. Quem será o mandante deste sequestro? O que será que ele pretende conseguir? Aos poucos detalhes vão sendo revelados enquanto acompanhamos o Visconde Breckenridge na missão de salvar Heather das mãos de seus sequestradores.
"Aquela aventura tinha seus aspectos benéficos. Muito além de lhe permitir vê-la sob uma luz consideravelmente diferente, ele se viu desafiado pela situação de maneiras que estavam inteiramente fora da norma; responder a cada novo teste feito à sua coragem e à sua mente o deixou com uma sensação de triunfo que ele se esquecera de que gostava."

Agora vamos a resenha de Salva por um Cavalheiro. Adianto que por se tratar do segundo livro da trilogia a resenha contém alguns spoilers do primeiro livro. 

Ao contrário do que aconteceu no primeiro livro, desta vez Mckinsey solicita que Eliza Cynster, a irmã do meio, seja levada. Para evitar problemas semelhantes aos que aconteceram durante o sequestro de Heather o contratado para o serviço, Sr Scrope, é um bandido com certa reputação no mundo do crime, conhecido por "dar sumiço" em parentes indesejados. Ela deveria ser levada para Edimburgo na Escócia. A regra para que nada acontecesse com a sequestrada permanecia em vigor.

"Um ponto que merece ser repetido: sob nenhuma circunstância, nada de mal, de nenhum tipo, deve recair sobre Eliza Cynster enquanto ela estiver sob seus cuidados."

Depois do que aconteceu com Heather a segurança das irmãs Cynster foi reforçada, já que não foi possível obter maiores informações sobre o mandante do sequestro. Eliza está ressentida com toda essa atenção, ela quer encontrar seu herói assim como Heather mas teme que não conseguirá se continuar convivendo com as mesmas pessoas de sempre. Ela acredita que agora que está com o pingente de quartzo rosa conseguiria encontrar o seu herói.

"Claramente, para as mulheres da família Cynster, o sucesso em encontrar seu verdadeiro herói estava na ousadia de sair dos círculos costumeiros."

Ela está sozinha do lado de fora da casa da Duquesa de St. Ives onde acontece o noivado de Heather e Breckenridge quando recebe um bilhete anônimo de um cavalheiro que pede que se encontre com ele na saleta íntima da casa. Parecia a resposta para as preces de Eliza, ficou curiosa para conhecer o cavalheiro que ousara  enviar um bilhete deste durante um evento como este. Mas ao chegar no local indicado no bilhete Eliza é surpreendida e um pano colocado sobre sua boca e nariz. Ela foi sequestrada!
Ao contrário do que aconteceu com sua irmã, Eliza é mantida sedada durante praticamente todo o trajeto. Seus sequestradores querem se certificar de que nada sairá errado. Mas McKinsey havia sido muito claro ao exigir que Eliza deveria ser entregue com a saúde e integridade física intactas, e por isso os sequestradores tiveram que suspender a medicação para que no dia da entrega ele estivesse sem qualquer vestígio das drogas.
Conforme foi recobrando a consciência Eliza percebeu que seria a única que poderia salvá-la, já que ninguém sabia de seu paradeiro. E deveria tomar alguma atitude antes que eles cruzassem a fronteira com a Escócia. 

"Ela mesma teria de se salvar. O pensamento a fez estremecer. As aventuras não eram seu forte. Deixava essas coisas para Heather, e ainda mais para Angélica; ela por outro lado, era a irmã mais calma. A irmã do meio. Aquela que tocava piano e harpa como um anjo e que realmente adorava bordar."

Então assim que percebe uma charrete vindo na direção decide tentar pedir socorro. Assim que se aproxima percebe que é Jeremy Carlin, um erudito que conheceu em algum baile. Jeremy trabalha com estudo de hieróglifos e estava retornando de uma visita ao Castelo de Wolverstone, onde foi avaliar um livro antigo de hieróglifos da Biblioteca Particular de Royce Varisey, Duque de Wolverstone. 
Em um primeiro momento Jeremy não reconhece Eliza, mas acaba se lembrando da carta que que o Duque de Wolverstone recebeu durante sua visita contando sobre o sequestro de Heather e que temiam pela segurança das outras irmãs. Tendo plea consciência de que Eliza também foi sequestrada, Jeremy mesmo sabendo que não está totalmente preparado para a missão de resgate vai na direção que o coche seguiu pois sabe que é o único que pode resgatar Eliza das mãos dos sequestradores.

"Pelo que ele poderia ver, ele era a única esperança de Eliza. (...) Podia ser um erudito distraído, mas tinha uma donzela em perigo para salvar."
Assim como Breckenridge, Jeremy consegue seguir os sequestradores. Eles param para pernoitar em uma estalagem na fronteira e deixam Eliza trancada no quarto enquanto descem apara jantar. Jeremy aproveita a oportunidade e entra no quarto em que Eliza está pela janela. Depois de muito conversarem eles chegam à conclusão de que será mais seguro que o resgate aconteça em Edimburgo. Jeremy diz ter amigos que podem ajudá-lo. 
Jeremy com a ajuda de seus amigos elabora o plano de resgate de Eliza, mas infelizmente as coisas acabam não saindo conforme o planejado. Conseguirá Jeremy despistar o ardiloso bandido e o aristocrata das terras altas e devolver Eliza em segurança ao convívio de sua família? 

Que história minha gente! Estes foram os primeiros livros que li da autora e gostei muito. Comecei a ler romance de época há pouco tempo, mas já virei fã do gênero. Gostei muito do estilo de escrita da autora e da forma como as histórias foram conduzidas. Adorei que as irmãs Cynster mesmo vivendo em uma época em que as mulheres não tinham direito a praticamente nada impunham suas vontades e passavam por cima de quem ficasse no caminho. Elas queriam escolher seus maridos e não aceitavam qualquer pretendente. Queriam se casar por amor em uma época em que a maioria dos casamentos era de conveniência.
Também amei acompanhar as mudanças que aconteceram tanto com a Heather e Eliza quanto com seus salvadores Breckenridge e Jeremy. A experiência do sequestro e a convivência forçada, como haveria de ser, acabou produzindo grandes mudanças em todos. As máscaras caíram e eles mostraram quem realmente eram, sem precisar se preocupar com as imposições de comportamento vigentes na época.
Outra característica que me chamou a atenção foi que os "mocinhos" mesmo que no meio de atitudes superprotetoras respeitaram as vontades, opiniões e dificuldades das irmãs sem menosprezá-las em nenhum momento (até mesmo o aristocrata em certas situações baseava suas ações na vontade das irmãs). Eles realmente acreditavam no potencial delas e permitiram que participassem ativamente das decisões que eram tomadas enquanto tentavam escapar dos sequestradores.
Antes de terminar quero pedir para vocês não odeiem "o aristrocrata"! Não posso dar maiores explicações sem dar um grande spoiler mas vocês vão me entender durante a leitura. Agora só me resta esperar o lançamento do próximo livro e torcer para que não demore.

Espero que tenham gostado da resenha! Volto no domingo com um novo post.

Beijos,



8 Comentários

  1. Não li muitos romances de época, só alguns da Jane Austen e nenhum dessa leva mais recente, apesar de estar doida para ler os da Julia Quinn! rs
    Não conhecia a autora e achei que os romances dela parecem bem legais e bem bolados, vou anotar para ler depois! <3
    xoxo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você vai amar esses livros. Não deixe de ler se tiver oportunidade.

      Beijos,

      Excluir
  2. Oi Thais, estou acompanhando suas resenhas e fiquei muito interessada nesta série, eu sou fã de romances de época e esses parecem ser muito legais, vou coloca-los em minha listinha e ver se consigo adquiri-los...Amei as capas! Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você vai amar a história das Irmãs Cynster.

      Beijos!

      Excluir
  3. Oi, Thais.
    Apesar de amar um bom romance os de épocas não me chamam atenção, já li uns dois, mas nunca bateu aquela paixão forte.
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Camila dá uma chance para a trilogia das Irmãs Cynster! Você vai gostar muito.

      Beijos!

      Excluir
  4. Sou LOUCA por esses livros, li ambos em ebook. Estou ansiosa pra comprá-los, porém os preços não ajudam muito né? =\

    AMEI seu post! Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não vejo a hora de ler o próximo livro!

      Beijos,

      Excluir