Olá pessoal!

No post de hoje a resenha do livro Headhunters do escritor norueguês Jo Nesbo publicado aqui no Brasil pela Editora Record. Quem gosto de mistério e suspense vai amar este livro.
Vamos conhecer a história de Roger Brown. Ele é o melhor headhunter da Noruega, requisitado pelas maiores e melhores empresas quando estas buscam novos executivos. É casado com uma bela mulher, chamada Diana, dona de uma galeria de artes. Eles vivem em uma mansão construída por um renomado arquiteto. A vida deles é perfeita, mas tudo isso tem um alto custo e o trabalho de Roger já não consegue bancar todos os luxos do casal. 

Roger começa então a roubar obras de artes e vendê-las no mercado negro. Ele investiga os candidatos que participam de seus processos seletivos, todos são executivos que ocuparão cargos de liderança. Quando ele encontra alguma obra valiosa, com a ajuda de alguns comparsas, Roger troca a obra verdadeira por uma cópia e vende a original no mercado negro. Ele tem uma pessoa específica que faz esta intermediação.

O mais recente candidato a ser entrevistado é Clas Greve, um executivo holandês de alto gabarito. Ele é perfeito para um cargo altíssimo em uma empresa para qual Roger está recrutando. E ainda possui um bônus, ele possui um valioso e desejado quadro que se acredita estar perdido desde a Segunda Guerra Mundial. Se conseguir este quadro Roger terá dinheiro suficiente para manter sua vida luxuosa sem precisar vender novos quadros roubados.

Mas ele não está sozinho, existe outro caçador interessado neste jogo. E a vida de Roger vira um terrível pesadelo. Ele se vê envolvido com mercenários e vigaristas, tendo que lutar por sua vida e não podendo confiar em ninguém.

Este livro prende nossa atenção do começo ao fim! E é cheio de reviravoltas, nos surpreende com os desdobramentos da história durante o livro todo. Jo Nesbo vai revelando a história aos poucos e nos leva a simpatizar com o protagonista, mesmo ele sendo um verdadeiro bandido. É um suspense de tirar o fôlego. E não é um livro muito grande, possui apenas 235 páginas. Gostei muito da escrita do Jo Nesbo, que além de escritor também é músico e economista. Também li Sangue na Neve, outro livro curtinho mas com um texto arrebatador, e que tem uma edição muito bem produzida. 

Em 2011 foi lançado um filme baseado no livro Headhunters filmado na Noruega. Ainda não assisti ao filme, mas fiquei curiosa, ele possui boas críticas. Mas teremos uma versão hollywoodiana da história de Jo Nesbo, só que ainda não foram divulgadas maiores informações sobre o filme.

Atualmente o autor vem trabalhando em uma série que narra as histórias do detetive Harry Hole, personagem do primeiro thriller policial que Jo Nesbo escreveu. Já foram publicados nove livros desta série, são eles: Baratas, O Morcego, Garganta Vermelha, A Casa da Dor, O Redentor, A Estrela do Diabo, O Leopardo e O Boneco de Neve e O Fantasma, que foi lançado este ano. Ainda não li estes livros, mas estão na minha lista de leituras. Um fato interessante é que as histórias são independentes e não é necessário seguir a ordem de publicação para a leitura.

A única parte ruim de ser uma série tão longa é que as edições acabaram ficaram com layout bem diferentes. Recentemente foram lançadas novas edições dos dois primeiros livros com a formatação atual, adotada à partir de O Leopardo. Os quatro livros anteriores a esse foram lançados com dois layouts diferentes. Pode até parecer frescura, mas pra quem coleciona os livros é tão frustante quando os livros não seguem um padrão, visualmente não fica legal. Mas fazer o que né! 


Ficha Técnica:
Título: Headhunters
Autor: Jo Nesbo
ISBN: 9788501096920
Avaliação: 4 Estrelas



Fico por aqui e espero que tenham gostado da resenha. Em breve vou voltar com o projeto de Listas Temáticas e vou indicar mais livro de suspense e mistério para vocês.

Beijos,


Deixe um comentário